Um novo ano começou...
04/01/2022 16:37 em Teologia

 

Um novo ano começou...

Cônego Alex Dominicini, ocrl[i]

 

Um novo ano começou, isso não significa apenas a passagem do dia 31 de dezembro para o 1 de janeiro, mas o momento de “despertar” de “esperançar”. O que passou, ou seja, aquilo que vivemos e sentimos, não deve ser esquecido, mas ressignificado à luz da fé e da esperança que nos vêm de Deus. O verbo esperançar é isso: dar ou ter esperança; animar-se, estimular-se, esperançar-se.

Este novo tempo que se iniciou lá no Natal com a vinda do Emanuel (Deus conosco) nos permite ter “esperança”, forças, pois a vitória não vem de nós mesmos, mas de Deus. É com a chegada do Menino Deus, que entra na história, se fazendo história por mim, por você, por cada um de nós que é possível acreditar, que é possível despertar para um mundo novo. Deus que se faz homem trazendo a nós sua Divindade e assim elevando a Ele a nossa humanidade.

De fato, não podemos esquecer o que passou, os fatos que marcaram nossas vidas, as dores, as perdas, mas sobretudo, não podemos esquecer e reconhecer neste tempo em que vivemos, a beleza do dom do amor de Deus em nossa existência. Não podemos deixar que as tristezas vividas nos impeçam de acreditar que Deus continua presente em nosso meio, nos abraçando e nos amando, pois Deus continua se fazendo presença em nossas vidas e convida a fazermo-nos presença em Sua Vida e na vida de nossos irmãos e irmãs, na unidade, fraternidade, amor, justiça, carinho, partilha, respeito, solidariedade, paz, enfim, com todos os gestos daqueles(as) que vivem segundo o Espírito e não segundo a carne, aguardando assim a sua Vinda Gloriosa.

Todo o início nos dá a possibilidade de recomeçar e sermos sempre melhores, melhores primeiro para nós mesmos e depois para os outros. Oferecer o que temos de melhor, pois Deus nos dá sempre o melhor e este melhor deve ser transbordado. Isso é o que significa ter esperança e despertar para vivermos um novo ano.

Que neste novo recomeço, possamos em Deus, mesmo na saudade, nas dores, esperançar e despertar para viver e fazer do mundo, um mundo melhor, começando por nossas vidas, corações, famílias e lares.

Que a Virgem Mãe de Deus interceda por nós para que juntos possamos construir um mundo de unidade, amor e paz, no qual também a humanidade desperte para o bem comum, para a solidariedade, o amor a si e ao próximo. Que neste novo ano possamos olhar para trás e louvar a Deus por todas as bênçãos recebidas e agradecer por cada conquista e pelos obstáculos superados. Que Deus derrame suas bênçãos e sua proteção para todos e que esse ano seja repleto de muita alegria, saúde, amor e paz.

 

  

 



[i] Religioso na Ordem dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho da Congregação do Santíssimo Salvador Lateranense. Graduado em Filosofia (Licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano. Cursando Bacharel em Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

COMENTÁRIOS